A Bíblia Comentada – Parte III

ESTUDO SOBRE A BÍBLIA – Parte III

Por ser este tema bastante amplo, o estudo sobre a Bíblia Comentada foi dividido em três páginas. Esta é a terceira página. No início de cada uma delas você encontra este índice de navegação. Clique em cada tópico para acessá-lo. Bom estudo!

A BÍBLIA COMENTADA – PARTE I
Excursus: Normas da Interpretação Evangélica
Mensagem do Padre Clóvis de Jesus Bovo, CSR
01 – Um livro escrito em mutirão
02 – No que foi escrita a Bíblia?
03 – Como a Bíblia está dividida e em que língua foi escrita?
04 – “Muitos Livros” num só Livro
05 – Bíblia, o Livro inspirado por Deus
06 – Modo de falar dos hebreus
07 – A palavra “irmão” e o hebraísmo
08 – Formas literárias na Bíblia
09 – O significado dos números na Bíblia
10 – Nome de Deus na Bíblia

A BÍBLIA COMENTADA – PARTE II
Excursus: Normas da Interpretação Evangélica
11 – Como estão agrupados os Livros na Bíblia

A BÍBLIA COMENTADA – PARTE III
Excursus: Normas da Interpretação Evangélica
12 – Como manusear a Bíblia?
13 – Qual a diferença da Bíblia Católica e a Bíblia “protestante”?
14 – Partidos políticos na época de Jesus


Excursus:
Normas da Interpretação Evangélica

  • A interpretação deve ser fácil, tirada do que é o evangelho: boa nova.
  • Os evangelhos são uma condescendência, um beneplácito, uma gratuidade, um amor misericordioso de Deus para com os homens. Presença amorosa e gratuita de Deus na vida humana.
  • Jesus é a face do Deus misericordioso que busca o pecador, que o acolhe e que não se importa com a moralidade ou com a ética humana, mas quer mostrar sua condescendência e beneplácito, como os anjos cantavam e os pastores ouviram no dia de natal: é o Deus da eudokias, dos homens a quem ele quer bem e quer salvar, porque os ama.

Interpretação errada do evangelho:

  • Um chamado à ética e à moral em que se pede ao homem mais que uma predisposição, uma série de qualidades para poder ser amado por Deus.
  • Só os bons se salvam. Como se Deus não pudesse salvar a quem quiser (Fará destas pedras filhos de Abraão).

Consequências:

  • O evangelho é um apelo para que o homem descubra a face misericordiosa de Deus [=Cristo] e se entregue de um modo confiante e total nos braços do Pai como filho que é amado.
  • O olhar com a lente da ética, transforma o homem num escravo ou jornaleiro:aquele age pelo temor, este pelo prêmio.
  • O olhar com a lente da misericórdia, transforma o homem num filho que atua pelo amor.
  • O pai ama o filho independentemente deste se mostrar bom ou mau. Só porque ele é seu filho e deve amá-lo e cuidar dele.
  • Só através desta ótica ou lente é que encontraremos nos evangelhos a mensagem do Pai e com ela a alegria da boa nova e a esperança de um feliz encontro definitivo. Porque sabemos que estamos na mira de um Pai que nos ama de modo infinito por cima de qualquer fragilidade humana.

12 – Como manusear a Bíblia?

Para manusear a Bíblia é necessário seguir alguns passos:

  • Saber o Nome ou o Título do Livro – ver se o Livro está no Antigo ou no Novo Testamento. (oriente-se pelo índice). No índice, verifique a abreviatura do Livro.
  • Número do Capítulo está sempre em tamanho grande, no início do capítulo do Livro.
  • Número do versículo está sempre em tamanho menor, espalhado pelo meio do texto.
  • Entre o número do capítulo e do versículo vai sempre uma vírgula.

Se o texto abranger mais de um versículo, então se separa a seqüência dos versículos por um traço.
Às vezes encontramos um “s” ou dois “ss” depois do versículo. Quer dizer “versículo seguinte” ou “versículos seguintes”.
Às vezes encontramos um “a” ou um “b” após o versículo. Indicam se é a primeira ou a segunda parte do versículo. Isso acontece quando o versículo é formado por uma ou mais frases.

Identificando as leituras da Bíblia

Abreviaturas da Bíblia Sagrada

Em índices e citações bíblicas, é comum o uso de abreviaturas para se referir aos Textos. Um dos formatos convencionados segue o padrão abaixo:
· Os dois pontos (:) separam o capítulo dos versos;
· O hífen (-) indica uma faixa contínua de versos;
· A vírgula (,) indica uma seqüência não contínua de versos;
· O ponto-e-vírgula (;) inicia um novo capítulo do mesmo livro ou não, se seguido de nova abreviação.

EXEMPLOS:
Gn 3:2-5 = Gênesis, capítulo 3, versículos 2 a 5.
Lv 1:3,6;2:2-4 = Levítico, capítulo 1, versículos 3 e 6, capítulo 2, versículos 2 a 4.
Mt 1-12;Ap 2:1-7 = Mateus, capítulos 1 a 12, Apocalipse, capítulo 2, versículos 1 a 7.

Antigo Testamento (ordem alfabética)

  • Ab – Abdias
  • Ag – Ageu
  • Am – Amós
  • Ct – Cânticos
  • I Cr – Crônicas I
  • II Cr – Crônicas II
  • Dn – Daniel
  • Dt – Deuteronômio
  • Ec – Eclesiastes
  • Ed – Esdras
  • Et – Ester
  • Ex – Êxodo
  • Ez – Ezequiel
  • Gn – Gênesis
  • Hc – Habacuque
  • Is – Isaías
  • Jr – Jeremias
  • – Jó
  • Jl – Joel
  • Jn – Jonas
  • Js – Josué
  • Jz – Juízes
  • Lm – Lamentações
  • Lv – Levítico
  • Ml – Malaquias
  • Mq – Miquéias
  • Na – Naum
  • Ne – Neemias
  • Nm – Números
  • Os – Oséias
  • Pv – Provérbios
  • I Rs – Reis I
  • II Rs – Reis II
  • Rt – Rute
  • Sl – Salmos
  • I Sm – Samuel I
  • II Sm – Samuel II
  • Sf – Sofonias
  • Zc – Zacarias

Novo Testamento (ordem alfabética)

  • Ap – Apocalipse
  • At – Atos dos Apóstolos
  • Cl – Colossenses
  • I Co – Coríntios I
  • II Co – Coríntios II
  • Ef – Efésios
  • Fm – Filemon
  • Fp – Filipenses
  • Gl – Gálatas
  • Hb – Hebreus
  • Jo – João
  • I Jo – João I
  • II Jo – João II
  • III Jo – João III
  • Jd – Judas
  • Lc – Lucas
  • Mc – Marcos
  • Mt – Mateus
  • I Pe – Pedro I
  • II Pe – Pedro II
  • Rm – Romanos
  • I Ts – Tessalonicenses I
  • II Ts – Tessalonicenses II
  • Tg – Tiago
  • I Tm – Timóteo I
  • II Tm – Timóteo II
  • Tt – Tito


13 – Qual a diferença entre a Bíblia Católica e a Bíblia “protestante”

Existe uma diferença quanto ao número de Livros. O Novo Testamento da Bíblia evangélica e o nosso são iguais = 27 Livros. Mas o Antigo Testamento da Bíblia evangélica ou protestante não possui 7 Livros que fazem parte da Bíblia Católica.

A Bíblia dos evangélicos não possui o Livro de Judite, Tobias, Sabedoria, Eclesiástico, Baruc, I Macabeus e II Macabeus. Além disso, o Livro de Daniel na Bíblia protestante, não tem os capítulos 13 e 14, e os versículos 24 a 90 do capítulo 3. Não tem também os capítulos 11 a 16 de Ester.

Explicação:

Os judeus eram radicalmente nacionalistas. Por isso, achavam que Deus só poderia inspirar os Livros escritos na língua dos judeus, que era o hebraico e o aramaico. Achavam também que a Palavra de Deus só poderia ser escrita dentro do território de Israel, e até o tempo de Esdras.

Quando os judeus começaram a se espalhar pelo mundo, logo após a destruição de Jerusalém (ano 70 d.C), eles mesmos viram a necessidade de traduzir o Livro Sagrado para o grego, que era a língua mais universal daquela época. E, nessa tradução foram incluídos esses 7 Livros (que estavam escritos em grego). Foi daí que surgiram as discussões. Os fariseus que zelavam pela pureza e conservação das escrituras Sagradas não quiseram aceitar esses 7 Livros como inspirados por Deus. Isso não quer dizer que tanto uma como a outra não são verdadeiras.

Todas as duas são Palavra de Deus.


14 – Partidos Políticos na época de Jesus

  • Saduceus: Eram grandes proprietários de terra, membros da elite sacerdotal, controlavam o sinédrio e o templo de Jerusalém e cultuavam a Torá.
  • Escribas: Eram intérpretes da Lei (Sagradas Escrituras). Eram os “doutores” que atuavam nas escolas rabínicas.
  • Fariseus: Várias camadas sociais. Eram minuciosos nas regras de pureza (“separação”). Foram criticados por Jesus e acreditavam na imortalidade da alma.
  • Zelotes: Eram dissidentes dos fariseus, pretendiam expulsar os dominadores com armas. Foram zelotes: Simão, Judas Iscariotes.
  • Essênios: Puritanos viviam em comunidades fechadas (QUWRAM), perto do Mar Morto. Praticavam o celibato e viviam de muito trabalho. Aguardavam a vinda do Messias.

NOTAS FINAIS

Esse estudo mostra a compreensão da Bíblia Sagrada. Ele deve ser acompanhado da leitura e meditação dos Santos Livros que compõem esta maravilhosa obra inspirada por Deus e que até os dias de hoje nos ensina e nos ajuda a levar uma vida santa e pura.

Una-se a Pastoral do Evangelho em sua paróquia e participe ativamente do trabalho de evangelização. Comece em sua família: ensine seus filhos, parentes e amigos a cultuar o estudo das Sagradas Escrituras.

Não é fácil aplicar todos os ensinamentos em nossa vida, mas quanto mais nos interessarmos em compreender melhor o que Deus quer de nós mais feliz será nossa vida e estaremos irradiando amor e paz por todos os lugares que passamos.

Que Deus nos abençoe em nossa caminhada!