AGOSTO - MÊS VOCACIONAL

agosto Mês VocacionalORAÇÃO VOCACIONAL FEITA PELO PAPA BENTO XVI

Ó Pai, fazei com que surjam, entre os cristãos, numerosas e santas vocações ao sacerdócio, que mantenham viva a fé e conservem a grata memória do vosso Filho Jesus pela pregação da sua Palavra e pela administração dos sacramentos com os quais renovais continuamente os vossos fiéis. Dai-nos santos ministros do vosso altar, que sejam atentos e fervorosos guardiões da Eucaristia, o sacramento do supremo dom de Cristo para a redenção do mundo. Chamai ministros da vossa misericórdia, os quais, através do sacramento da Reconciliação, difundem a alegria do vosso perdão. Fazei, ó Pai, que a Igreja acolha com alegria as numerosas inspirações do Espírito do vosso Filho e, dócil aos seus ensinamentos, cuide das vocações ao ministério sacerdotal e à vida consagrada. Ajudai os Bispos, os sacerdotes, os diáconos, as pessoas consagradas e todos os batizados em Cristo para que cumpram fielmente a sua missão no serviço do Evangelho. Nós vos pedimos por Cristo, nosso Senhor. Amém. Maria, Rainha dos Apóstolos, rogai por nós.

AGOSTO: O MÊS DAS VOCAÇÕES

No primeiro domingo destacamos o dia do padre, a motivação é a festa de S. João Maria Vianey, lembrada no dia 04 de agosto, padroeiro dos párocos e, a partir de agora neste ANO SACERDOTAL, também padroeiro de todos os padres.

No segundo domingo celebramos o dia dos pais, recordamos, então, o chamado a gerar vida, a continuar com a obra criadora de Deus. Ser pai e ser mãe, constituir família, assumir um estado de vida na Igreja. Inicia-se neste Domingo a SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA.

No terceiro domingo celebramos a vocação consagrada, feminina e masculina, motivados pela festa da Assunção de Maria, modelo de todos aqueles que dizem sim ao chamado de Deus para um entrega total.

No quarto domingo trazemos presente todos os ministérios leigo, a vocação de todos os batizados.

No quinto domingo celebramos e agradecemos a Deus a generosidade dos catequistas.

A vocação é a resposta de Deus providente a uma comunidade que reza. Rezemos pelas vocações e façamos tudo o que estiver ao nosso alcance para cumprir o mandato de Jesus: “Pedi ao Senhor da messe que envie operários para a sua messe” (Mt 9,38). Existem muitos subsídios que ajudam as comunidades a celebrar o mês de agosto, destacamos, porém, que o mais importante é a criatividade da equipe vocacional.

Durante este mês destacamos vários santos ligados à vocação: São João Maria Vianney (o Santo Cura d’Ars, patrono dos padres, dia 04), São Domingos (08), São Lourenço, padroeiro dos diáconos (10), Santa Clara (11), Santo Ezequiel Moreno (19), São José de Calasanz (dia 25), Santa Mônica (dia 27) e Santo Agostinho (dia 28).

Celebramos no terceiro Domingo, a ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA. E rezemos, especialmente neste mês a NOSSA SENHORA DAS DIVINAS VOCACÕES. Rogai por nós!


AGOSTO, O MÊS VOCACIONAL

a) O mês de agosto, é caracterizado como o mês vocacional, foi instituído pela CNBB na sua Assembléia Geral de 1981. É uma experiência que vem dando bons resultados em todo o país. De maneira diferenciada, podemos afirmar que todas as nossas comunidades o celebram.

b) OBJETIVOS:
O mês vocacional tem objetivos gerais e operacionais bem definidos, quais sejam:
- criar consciência vocacional;
- despertar todos os cristãos para suas responsabilidades na Igreja, assumidas no Batismo;
- envolver todas as pastorais para a importância da Pastoral Vocacional na Pastoral Orgânica da Igreja Local;
- enfatizar que todos os membros da Igreja, sem exceção, têm a graça e a responsabilidade do cuidado pelas vocações;
- privilegiar um tempo na Igreja para uma pregação direta sobre o mistério da vocação na Igreja, sobre o valor do sacerdócio ministerial, e sobre a sua urgente necessidade para o Povo de Deus;
- para responder eclesialmente ao mandato do Senhor: "De fato a colheita e grande, mas os trabalhadores são poucos. Peçam ao dono da plantação que mande mais trabalhadores para fazer a colheita" (Mt 9,37-38).

c) OPERACIONALIDADE:
Dá-se um destaque especial aos domingos:

1º Domingo, ou 1ºsemana: motivado pela festa de São João Maria Vianney, o Cura d'Ars, dia do padre;
2º Domingo, ou 2º semana: celebra-se, no país, o dia dos pais: destaque à vocação familiar, chamados a ser pai, mãe, gerar a vida;
3º Domingo, ou 3º semana: comemora-se o dia dos religiosos: destaque à vida consagrada, irmãos, irmãs, clero religioso;
4º Domingo, ou 4º semana: (quando há só 4 domingos): é o dia do catequista: destaca-se a relação da vocação com a missão de anunciar a Palavra de Deus, formar o povo de sacerdotes. Quando há o quinto domingo, o dia do catequista passa para o quinto domingo pois o dia do catequista é sempre o último domingo do mês de agosto;
5º Domingo, ou 5º semana: (quando há 5 domingos): é o dia dos ministérios leigos. Destaca-se a disponibilidade para o serviço à comunidade, ao Povo de Deus; Quando há o quinto domingo, o dia do catequista passa para o 5º domingo pois o dia do catequista é sempre o último domingo do mês de agosto.

d) ESPAÇOS DE CELEBRAÇÃO:
O mês de agosto, mês vocacional, tem alguns momentos privilegiados nas comunidades.

a) prepara-se o ambiente com cartazes destacando o tema próprio do mês; cantos especiais, comentários das celebrações eucarísticas e celebrações da Palavra;
b) faz-se uma série de representações teatrais ou jograis com textos bíblicos ou outros relativos ao tema;
c) distribui-se, no final das celebrações, uma mensagem própria para o dia e que sirva para ser refletido em família;
d) preparam-se, junto com vocacionados, a homilia e pregações enfocando o tema vocacional;
e) convidam-se os seminaristas para a animação das celebrações, articulando a caminhada do seminário com as comunidades.

* Catequese:
a) durante todo o mês, os (as) catequistas destacam as vocações de homens e mulheres da Bíblia;
b) nas escolas de formação de catequistas, ministram-se aulas sobre a história do povo de Deus e suas lideranças;
c) promovem-se cursos de cartazes, poesias e canções com temas vocacionais;
d) fazem-se entrevistas com vocacionados e pessoas de vida consagrada (padre, religioso (a), irmão, líderes de comunidades.

* Grupo de Jovens:
a) preparam-se as reuniões sobre as vocações, com destaque para as de vida consagrada;
b) preparam-se manhãs, tardes ou fins de semana de retiro;
c) promove-se festivais, gincanas e encontros vocacionais;
d) preparam-se, com os jovens, celebrações especiais.

* Grupos de Reflexão em família:
a) reúnem-se as famílias da rua ou do quarteirão para rezar e refletir sobre as vocações;
b) despertam-se as famílias para a responsabilidade de apresentarem a seus filhos o caminho da vida consagrada como uma maneira de servir a Deus e aos irmãos;
c) fazem-se convites diretos aos jovens para serem padres, religiosos (as):
- cada domingo, apresentam-se os seus vocacionados, relacionados ao seu dia;
- promove-se encontros, dias de oração, vigílias;
- promove-se coleta especial para a manutenção do seminário.


Veja também:

  Topo